Arquivo

Monthly Archives: Janeiro 2011

De malas prontas!

Os pretos vão desembarcar nas “capitar”.

Dia 30 , no próximo domingo bem cedinho chegaremos ao Rio de Janeiro para apresentar para essa gente bonita e bronzeada, o forró e o baião, “As viuvas de Domingos” e “A noiva de Gonzagão”, no projeto Zimba na Praça.

A Sala Preta agradece a Fundação de Cultura de Barra Mansa e seu superintendente Luiz Augusto Mury e a Prefeitura Municipal de Barra Mansa, que nos apóiam, mais uma vez.

Agradecemos ao Grupo Milongas, em especial ao grande amigo Matheus Callado, e a toda galera que nos espera por ai.

“Inté”!

Anúncios

Caminhos da Cultura passou por Barra Mansa. Série de documentários realizados por Belisa Ribeiro. Em Barra Mansa os destaques foram a Orquestra Sinfonica de Barra Mansa, o Projeto Dança e Magia e o Coletivo Teatral Sala Preta, por seu trabalho integralista e plural. Confira:

 

Os espetáculos “A Noiva de Gonzagão” e “As Viúvas de Domingos” fazem parte do projeto Zimba na Praça

No próximo domingo, dia 30, a praça ao lado do Teatro Municipal Ziembinski, em frente à estação de metrô São Francisco Xavier, na Tijuca, vai entrar no clima nordestino com os espetáculos “A Noiva de Gonzagão” e “As Viúvas de Domingos”. As apresentações, realizadas pelo Coletivo Teatral Sala Preta, de Barra Mansa-RJ, acontecem a partir das 10h30.

“A Noiva de Gonzagão”, que homenageia os 20 anos da morte de Luiz Gonzaga do Nascimento (2009), o rei do baião, é uma curta apresentação do Sala Preta que aproxima toda a popularidade do autêntico representante da cultura nordestina com o público. As primeiras batidas da zabumba anunciam o início da apresentação, com o som de ‘Vida do Viajante’, um dos grandes clássicos do compositor. Ao narrarem a história da Noiva Maria, os atores criam uma identificação com a platéia logo de início.

Já ‘As Viúvas de Domingos’, inspirado na região onde nasceu o compositor Dominguinhos, é encenado a partir da temática de São Pedro, conhecido como o santo que controla as chuvas e de devoção de muitas viúvas. Desta forma, os atores do Coletivo Teatral Sala Preta criam pequenas histórias divertidas e inusitadas para contar sobre a viuvez de três mulheres apaixonadas pelo mesmo homem. No desenrolar da apresentação, o grupo consegue aproximar toda a popularidade de Dominguinhos com os espectadores, que entram no clima da festa, cantando seus grandes sucessos.

As apresentações fazem parte do projeto ‘Zimba na Praça’, que é realizado pelo Grupo Milongas e chegou a ser adiado no final de novembro do ano passado devido violência e insegurança nas ruas do Rio de Janeiro, por causa da invasão ao Morro do Alemão. Quem quiser conferir, o endereço é Avenida Heitor Beltrão, sem número. Mais informações no site www.salapreta.com.br.

Serviço:

“A Noiva de Gonzagão” e “As viúvas de Domingos”

Endereço: Avenida Heitor Beltrão, sem número.

Hora: 10h30

Data: 30 de janeiro

Evento gratuito.

Ficha Técnica:

“A Noiva de Gonzagão”

Bianco Marques, Danilo Nardelli, Rafael Crooz e Suzana Zanna

“As viúvas de Domingos”

Clarissa Anastácio, Jéssica Zelma, Nathália Dias Gomes e Thiago Delleprane

Confira a programação completa (clique na imagem para ampliar):


Como primeira publicação no ano é bom agradecer tudo que nos aconteceu esse ano. Sem retrospectivas, né. Não vamos ser cafonas! E ainda mais seria impossível enumerar todas as belezas e recompensas que nos foram concedidos.

Graças a todos os amigos, parceiros de trampo, lugares novos conhecidos, palcos feitos de terra, asfalto e nuvens, pais e mães que seguem nos segurando nas horas de terremoto, ao público essencialmente e a todos que partilharam um bom momento conosco. Graças, graças, graças!

Vamos olhar adiante! Tudo o que temos é todo o trabalho do mundo! E que esse ano seja tão proveitoso, divertido e cheio de oportunidades quanto 2010.

E que nós continuemos criando, conhecendo, agregando, transmutando, transgredindo e transfigurando! Tudo no gerundio, que é o movimento intrínseco que não cessa.

Que tudo siga espiral transcendente universal. amém

Que a amizade, união, parceria, camaradagem sejam sempre o principal motivo de estarmos juntos. Nas atribulações e calmarias. Ventos cósmicos e tempestades. que prevaleça o Amor, AMOR, AMOR!

A Nave Louca está pronta pra seguir seu curso.

Que venha 2011.

Muito obrigada.

Tamo aí, mandando brasa.