Arquivo

Monthly Archives: Setembro 2011

A cidade conta seus 179 anos de história, nos prédios, ruas, praças e ponte da cidade

No próximo dia 02 de outubro, domingo, a partir das 14h, o Coletivo Teatral Sala Preta, em parceria com o Instituto Dagaz, de Volta Redonda, reúne mais de 500 artistas pelas ruas de Barra Mansa para realizar o espetáculo itinerante “NASCE UMA CIDADE 2011”, em celebração ao aniversário de 179 anos do município.

O Projeto, que teve sua primeira edição em 2010, passa por prédios e ruas históricas onde serão contadas e revividas etapas do desenvolvimento do município, desde a ocupação dos índios Puris e Araris, até a sua constituição como cidade. O processo de montagem foi trabalhado em rede com mais de 30 forças criativas da região, como o Projeto Música nas Escolas, o Coral Vozes de Ouro, da Banda São Sebastião, o Grupo Proscenium, Dança e Magia, Quiproquó Cia. de Teatro, a Orquestra Sinfônica de Barra Mansa, Abadá Capoeira, entre outros.

A encenação começa sob os gritos dos índios, na Praça das Nações Unidas, onde eles anunciam, com tambores, o primeiro confronto. A partir daí, em cada local da cidade se passa um momento da história, que é revivido em ambientes de tradição como Palácio Guapi, Praça do Ano Bom, Igreja Matriz e termina na Fazenda da Posse. Para Rafael Crooz, idealizador do espetáculo, o objetivo é fazer deste ato um grande encontro popular das manifestações culturais que representam, de fato, o que é Barra Mansa e suas atividades produtivas. “A ideia de realizar uma peça que leve o público aos espaços tradicionais da cidade, ajuda os espectadores a verem o que o município verdadeiramente é e resgata a identidade de um povo. E essa identidade está diretamente relacionada com sua cultura”, ressalta. 

Em 2010, o NASCE UMA CIDADE foi contemplado pelo Prêmio Areté, oferecido pela Secretaria de Cidadania Cultural, do Ministério da Cultura. No entanto, o projeto não recebeu o valor do prêmio, de 25 mil reais, o que deixou o grupo desestimulado para produzi-lo novamente. Mas, para este ano, o espetáculo conta com o patrocínio da Prefeitura Municipal de Barra Mansa, por meio da Fundação de Cultura do município, que entrou com um aporte ainda maior do que no ano passado. Além disso, o projeto recebeu investimento do Serviço Nacional das Indústrias – SESI/RJ.

Segundo Marcelo Bravo, um dos produtores do espetáculo, o apoio da prefeitura é fundamental, afinal esta é uma data municipal, que comemora a emancipação da cidade. “O prefeito de Barra Mansa, Zé Renato, é um grande entusiasta deste projeto, junto com o Superintendente de Cultura do município, Luiz Augusto Mury. Com isso, à medida que o projeto toma força, a compreensão da importância destas articulações será percebida pela vivência do público, dos participantes, dos investidores”, afirma.

Foram seis meses de ensaios, estudos, produção de cenário e adereços, além das reuniões com os grupos participantes e a produção no Galpão do Teatro do Parque da Cidade, concedido pela Prefeitura de Barra Mansa. O resultado desta grande manifestação cultural pode ser vista pelo público, novamente, de forma mais madura e como uma grande homenagem à cidade e seus espectadores,  cúmplices desta trajetória. O NASCE UMA CIDADE é mais do que apenas um espetáculo, trata-se de um olhar sobre a história, contada e resgatada após mais de um século, por cidadãos, acima de tudo, barramansenses.

SERVIÇO

NASCE UMA CIDADE

Data: 02 de outubro – domingo

Hora: 14h às 18h

Local de início e término: Praça das Nações Unidas e Fazenda da Posse

Sinopse

O projeto NASCE UMA CIDADE celebra oficialmente os 179 anos de emancipação política de Barra Mansa e será realizado por centenas de artistas locais, que contam os passos dos principais personagens da história barramansense de forma itinerante pelas ruas e praças da cidade. A apresentação começa na Praça das Nações Unidas, no bairro Ano Bom, com a batalha dos índios Puris e Coroados e o encontro dos tropeiros com esses primeiros habitantes. Em seguida a ponte Ataúlfo Pinto dos Reis se transformará em um belíssimo sambódromo para homenagear o rio Paraíba do Sul e seus afluentes. Sob o canto das lavadeiras, o espetáculo segue a beira-rio em direção ao Palácio Guapi, onde é encenada a fundação da vila de São Sebastião da Barra Mansa e posteriormente a elevação à cidade.

O espetáculo conta também as três fases econômicas que Barra Mansa passou, a agrária, com o café; a agropecuária, com a produção de leite e a industrial, lembrando todos os homens e mulheres que vieram migrados de terras mineiras e paulistas para ocupar este território em busca de trabalho. Na praça da Igreja Matriz haverá uma homenagem a São Sebastião. O público, conduzido por um ônibus, é convidado a cirandar junto às crianças na Fazenda da Posse, representando a nossa história futura, no marco zero, onde tudo nasceu. Com duração aproximada de 4 horas, o espetáculo é garantia de muita animação e uma boa dose de história!


O coletivo integra a programação do evento, que tem como tema o Sertanejo

Conhecida como a cidade da seresta, Conservatória irá se render ao sertanejo entre os dias 7 e 11 de setembro, durante a quinta edição do Festival CineMúsica. E para levar o gênero musical para as ruas históricas da cidade, o Coletivo Teatral Sala Preta participa da programação, com espetáculos que aproximam o público do clima sertanejo.

Abrindo o evento, no dia 7, o grupo apresenta a obra infantil O CASCUDO DOURADINHO, às 10 horas. O espetáculo busca conscientizar as crianças quanto ao meio ambiente, explorando o universo lúdico dos pequenos por meio dos bonecos, dos adereços e das músicas. 

Já no dia 9, também no mesmo local, o Sala Preta volta às ruas para apresentar a saga nordestina com os espetáculos A NOIVA DE GONZAGÃO, às 10 horas e AS VIÚVAS DE DOMINGOS, às 15 horas. Inspiradas no universo nordestino, as peças encenam histórias inusitadas, com músicas ao vivo, contadas a partir de toda a popularidade das canções de grande sucesso dos compositores Luis Gonzaga do Nascimento (Gonzagão) e Dominguinhos.

Além de música, cinema, gastronomia, teatro, dança e palestra, o CineMúsica conta ainda com o Programa Formacine, dedicado a colocar as crianças e adolescentes da região em contato com o cinema e com os temas propostos. Para conferir a programação do CineMúsica basta acessar o site http://festivalcinemusica.com.br. Mais informações sobre os trabalhos do Sala Preta no portal www.salapreta.wordpress.com.  

Serviço:

CineMúsica Conservatória

07 de setembro (10hrs) – “O Cascudo Douradinho em: Amiga Lata, Amigo Rio”

09 de setembro (10hrs) – “A noiva de Gonzagão”

09 de setembro (15hrs) – “As Viúvas de Domingos”

Local: Próximo à Tenda Formacine

Gratuito.